Matéria do Jornal Globo sobre Pânico e Estresse

Matéria do Jornal O GLOBO sobre RENASCIMENTO - Técnica Antiestresse - Dicas
Ao final, dicas de procedimentos antiestresse e antipânico, utilizando a respiração

https://lh6.googleusercontent.com/-oR4lpMyDOCk/TgNsz2RLIZI/AAAAAAAAAlk/DuqiGiqDLgs/w123-h140-p/Materia%2Bde%2Bo%2BGlobo%2BRenascimento%2B2%2Bcopy.jpg

Data da Matéria: 23/06/2011

"Diferentes Técnicas prometem relaxar e diminuir a ansiedade de quem vive na cidade"

Luana Soares
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. e
Simone Avellar
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

.* "A correria do dia a dia somada ao trabalho no escritório e em casa contribuem para  o estresse. O alerta é dado por especialistas que apontam o problema como a doença do século.

Para quem desejar evitar e se livrar desse mal,  técnicas de respiração, massagens relaxantes e exercícios prometem aliviar as tensões.

Nas sessões de renascimento, no Espaço Vigor, em Ipanema, os clientes têm o tempo destinado apenas a respirar.  

Apesar de ser um ato involuntário, o psicoterapeuta reichiano Alexandre Paiva observa que as pessoas não dão a devida importância à respiração. Segundo ele, o ato está diretamente relacionado à  vitalidade e é um aliado de peso na luta contra ansiedade, estresse e pânico.

_ Ar significa vida. É o combustível do corpo. Só que, na correria do dia a dia, a respiração tende a ficar curta, superficial.  As pessoas vivem com a respiração no mínimo e, a consequência disso, é uma vida com qualidade também no mínimo.  O estresse vem com mais força, tudo vira um grande problema _ diz.
A terapia aplicada por Paiva consiste em técnicas de respirações constantes e circulares, praticadas sob diversas modalidades. Nas sessões, o aumento da corrente de ar no pulmão, proporcionado pelos exercícios, gera uma concentração maior de oxigêncio no sangue, fazendo subir o pH do sangue, que fica mais alcalino. O processo propicia a expansão de consciência e traz sensação de euforia e bem-estar.

_ Respirando corretamente, você fica predisposto a viver com mais energia e tranquilo _ diz Paiva."  (Final da matéria)

Dicas:

É preciso deixar claro que a respiração no alto do peito e com rápida frequência pode levar a efeitos contrários aos mencionados  na matéria acima, acentuando o estresse e predispondo ao pânico. Neste caso observa-se o aumento da concentração de CO2 e a baixa do pH do sangue, tornando-o mais ácido.

O estresse e o pânico (desde o próprio transtorno de pânico até manifestações ocasionais), são sintomas muito comuns na vida contemporânea que assolam os indivíduos no seu cotidiano.

O primeiro é causado por um sentimento de "esmagamento" e compressão, movido por forças externas e/ou internas, dando a típica sensação de "não vou dar conta".

Já no segundo caso, o indivíduo geralmente é envolvido num medo de fragmentação que vai sendo auto alimentado pelos padrões de pensamento, dando a sensação que se vai "explodir" ou estilhaçar.

No estresse o conceito de realidade é superdimensionado  para uma austeridade e peso.

No pânico há uma mometânea perda ou confusão do sentido de realidade.

No caso do estresse, os sentimentos de expansão de consciência e amplitude, proporcionados pelas técnicas do Renascimento, podem fazer frente aos sentimentos de "esmagamento", gerando leveza e relaxamento. Ao mesmo tempo, essas técnicas de respiração propiciam emergir conteúdos inconscientes que ajudem a elucidar ou a resignificar, os reais motivos que estão levando aquela pessoa a olhar a realidade de forma tão pesada.

No caso do pânico as coisas são bem diferentes. Os sentimentos de diluição, expansão e fluência gerados pelo Renascimento, podem ser assustadores para o indivíduo num momento de pânico, porque exacerbam a sua falta de limites e de demarcações. Isso pode contribuir  para uma perda ainda maior de contato com a realidade. No caso do pânico é preciso tomar alguns cuidados e usar alguns estratagemas tais como, o trabalho de foto-estimulação e de foco (preservando o sentido da objetividade e realidade) e a respiração abdominal (reconectando o indivíduo à raízes e ao centro do hara).

Mesmo considerando que são sintomas tão distintos e movidos por causas diferentes, tecemos algumas dicas simples, mas bem significativas e que trazem resultados eficazes, no intuito de auxiliar a pessoa num momento de dificuldade.

 
As dicas antiestresse e antipânico são:

* Pare por alguns minutos o que estiver fazendo e sente-se numa posição confortável mantendo a coluna reta;

* Mantenha o foco em algum objeto particular ou imagine um ponto na sua frente e fixe-o;

*Desenvolva e mantenha por alguns minutos uma respiração abdominal (estufando a barriga), bem lenta e profunda, pela boca;

*Permaneça nesse exercício por 3 a 4 minutos e não tire os olhos do foco e não acelere nem torne a respiração curta.

* Se tudo estiver correndo bem, começará  a sentir um certa tranquilidade e relaxamento.

 

Alexandre J.Paiva

Psicoterapeuta Reichiano


Rua Visc.Pirajá, 142 sala 806 - Ipanema
Tel. 3253-6097   ou    99913-6097


Espaço de Psicologia Corporal - Rua Visconde de Pirajá, 142 sala 806 - Ipanema - Rio de Janeiro - RJ - CEP 22410-000
Telefone (21) 99913.6097 - Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Acesse o nosso Blog: www.psicologiacorporal.com.br