Meditação Dinâmica ou Dialética

Atuação nas fases do desenvolvimento libidinal da Teoria da Sexualidade de S.Freud

foto Sol

Essa técnica de meditação foi criada pelo professor de filosofia e mestre espiritual Osho, levando-se em conta o ser humano atual e não como ele era há 5.000 anos, na época de Budha. Ela é também chamada de meditação dialética porque trabalha os opostos/complementares: tanto a ação quanto a imobilidade, tanto o som quanto o silêncio.

Através de cinco estágios, o praticante prepara-se para o silêncio, imobilidade e celebração, fazendo uso de verdadeiros actings bioenergéticos.

Pode ser difícil entrar em silêncio e imobilidade ou num estado receptivo e meditativo, se o participante for uma pessoa muito ativa e com muita energia. Esta dificuldade também se apresenta caso ainda existam conflitos pertencentes às fases do nosso desenvolvimento. Por exemplo, podemos estar suspensos em algum ponto do desenvolvimento libidinal iniciado na primeira infância, por experiências conflitantes não solucionadas ou não elaboradas.

Esta técnica proporciona insights, ajuda no processo de liberação das fixações e integra os conteúdos psíquicos do inconsciente e, assim, pode atuar nas fases não resolvidas do desenvolvimento da nossa criança interna. Por essa razão, acho que essa prática é fundamental para quem está em processo de análise.

A respiração Yogue Bástrika, utilizada no primeiro estágio de forma profunda e não cadenciada, é importante na liberação e relaxamento de fixações da fase anal. Ela ajuda no processo digestivo, na prisão de ventre e nos sentimentos exacerbados de retenção. Essa respiração é também fundamental na alteração de padrões de pensamentos, podendo levar a pesso para uma vida mais fluente.

A expressão catártica proposta no segundo estágio, através de ações como gritar, balbuciar, expressar algaravias, pular, socar, etc, permite uma grande liberação de raiva ou de outros conteúdos da fase oral. Esse acting proporciona sentimentos de independência, emancipação, poder pessoal, autoestima e autoacolhimento.

O mantra Sufi Hú!, sendo pronunciado ao mesmo tempo em que se bate os calcanhares no chão e que se salta com os braços erguidos, atua nas fixações da fase fálica ou fase genital infantil. Segundo Osho, normalmente somos golpeados no nosso centro sexual pelo lado de fora, quando somos atraídos por uma mulher ou por um homem sendo que, dessa atração, pode resultar o nascimento de uma criança. O mantra Hú! vai golpear esse mesmo centro só que pelo lado de dentro, visando nos levar além da genitalidade. O resultado pode ser o nascimento de um outro fruto: a Consciência Espiritual.

Os estágios subseqüentes correspondem à meditação propriamente dita e à celebração.

Para cada pessoa a experiência com essa técnica meditativa é singular. Em geral a meditação dinâmica coloca a pessoa mais desperta e em estado de maior prontidão. Após a prática encontramos uma maior integridade nos sentimentos e ações e uma agudeza de percepção.

Fica disponível também uma quantidade maior de energia para resolver e mudar situações de vida que estão paralisadas.

Esta prática também pode alterar o excesso (ou falta) de energia acumulada em partes do corpo, dissolvendo esse foco e distribuindo de maneira mais harmônica. Por exemplo: se alguém está com muita energia na região bucal e está comendo em excesso, com a prática desta meditação poderá equilibrar o seu apetite de uma forma saudável; se está sentindo um bloqueio da energia sexual na região pélvica, poderá abrir-se novamente para o fluxo e influxo dessa energia, voltando a ficar disponível para o prazer sexual.

O emagrecimento e a tonicidade muscular também são conseqüencias naturais devido à atividade física envolvida nessa prática.

 

Pratico essa meditação há mais de vinte anos e ela é sempre nova e imprevisível pra mim.

 

Ela tem funcionado como uma espécie de oráculo. Nunca fiquei sem resposta apesar de nunca ter trazido perguntas durante a prática da mesma. É incrível, mesmo sem perguntar a resposta vem, porque a gente traz a pergunta no insconsciente. E a pergunta é sempre sobre este momento da nossa vida. E a resposta flui como uma direção, um caminhar, como um novo passo.

 

E quando me dou conta, lá estou eu trilhando um novo caminho importante para o meu crescimento. Não é um planejamento meu, uma decisão minha, simplesmente acontece.

 

O que é necessário é simplesmente praticar a técnica, ficar disponível, e confiar que o novo sempre vem, e é bom pra nós.

 

 

Enfim, a prática desta técnica de meditação poderá abrir caminhos inimagináveis para o seu crescimento. É como se ela colocasse você no caminho certo, e no momento certo, para realizar exatamente aquilo que estava necessitando para dar mais um passo na sua vida.

Costumo dizer sempre que essa meditação nos ajuda a acessar o que há de grande em nós.

E o grande em nós sempre sabe, enquanto que o pequeno fica planejando.

O pequeno em nós vai nos levar a uma longa distância, e desperdiçar muito tempo, numa trilha que não chegará a lugar nenhum.

O grande num piscar de olhos, já chegou!

MEDITAÇÃO DINÂMICA:

Um inestimável presente que a humanidade recebeu de um dos homens mais acordados desde Ivanovitch Gurdjieff !

 

Alexandre J.Paiva 

Psicólogo - CRP 5/49933

logo008

 Rua Visc.Pirajá, 142 sala 806 Ipanema - Rio - RJ

Marque a sua entrevista

Ligue para

99913-6097

ou envie um email para

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Acesse o nosso BLOG:  www.psicologiacorporal.com.br

Espaço de Psicologia Corporal - Rua Visconde de Pirajá, 142 sala 806 - Ipanema - Rio de Janeiro - RJ - CEP 22410-000
Telefone (21) 99913.6097 - Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Acesse o nosso Blog: www.psicologiacorporal.com.br